• Há mais de 20 anos no mercado
  • 11 3052-3311
Generic selectors
Exact matches only
Buscar nos títulos
Buscar no conteúdo
Buscar nos posts
Buscar nas páginas
Vídeos
Insights
Finanças corporativas
Novidades
Destaques

Como o PIX, novo sistema de pagamento instantâneo do BC, pode impactar os modelos de negócio das empresas?


Em linha com as mudanças promovidas pela revolução tecnológica no sistema de pagamentos e na dinâmica de mercado, essa nova modalidade deve ter efeitos sobre os modelos de negócio das empresas envolvidas não apenas no setor, mas também no comércio e na prestação de serviços em geral.


Por: Ernesto Guedes e Fabiana Tito


Em 19 de fevereiro de 2020, o Banco Central anunciou uma nova modalidade de transações monetárias eletrônicas. O PIX é um sistema de pagamentos e transferências instantâneas com disponibilidade 24 horas por dia, 7 dias da semana, em todos os dias do ano, e que a partir de novembro deverá ser oferecido de forma obrigatória aos clientes de todos os bancos e fintechs do Brasil com mais de 500 mil contas. Seu intuito é baratear os custos envolvidos e oferecer maior rapidez e segurança a essas operações.


Com a implantação do PIX, o país ganhará mais uma alternativa para efetuar transações além dos modelos tradicionais (TED, DOC, boleto, cheque e cartões). Em linha com as mudanças promovidas pela revolução tecnológica no sistema de pagamentos e na dinâmica de mercado, o PIX deve ter impactos (ainda a serem analisados) sobre os modelos de negócio das empresas envolvidas no setor, como cartões de crédito e débito e processamento de transações financeiras, ou mesmo no comércio e na prestação de serviços em geral. Pode, por exemplo, estimular maior uso das instituições financeiras e maior bancarização da população, embora também possa inibir determinadas modalidades hoje utilizadas e em crescimento.


Para atender à necessidade de um maior entendimento sobre essa nova modalidade, a equipe da Tendências Consultoria tem estudado o tema e pretende abordá-lo por meio de estudos mais aprofundados sobre os impactos do PIX. Saiba mais sobre o sistema no site do Banco Central.

voltar

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades do mercado econômico e financeiro.