E-mail:    Senha:     
 

   Languages 

 

Complexo S11D da Vale proporciona boas expectativas ao setor no curto e médio prazos


O desempenho do setor extrativo brasileiro será favorecido, no curto e médio prazos, pela maturação do complexo produtivo de minério de ferro S11D Eliezer Batista (PA), da Vale. Inaugurado no final de 2016, ele é um dos maiores complexos produtivos de minério de ferro em termos globais e é resultado de um aporte de US$ 14,3 bilhões feito pela Vale ao longo dos últimos anos. O minério extraído no S11D, de alta qualidade, terá um dos menores custos produtivos do mundo.


Além desta nova operação no País, a continuidade do ramp up de outras plantas da Vale (especialmente na região Norte) e também da planta Minas-Rio, da Anglo American, devem contribuir positivamente para a expansão da produção nacional da commodity ao longo de 2017. No curto e médio prazos, o baixo custo de produção e a alta qualidade do minério brasileiro  – principalmente quando comparado ao produto chinês  –  devem contribuir para a expansão dos embarques brasileiros da commodity.

Neste sentido, a expectativa é de que a oferta global do minério de ferro se concentre cada vez mais na Austrália e no Brasil, países que possuem as minas com custos produtivos mais reduzidos desta indústria.


Figura: Exportação nacional de minério de ferro (mil t)

Fonte: MDIC/SECEX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rua Estados Unidos, 498 - Jardins - São Paulo/SP - CEP 01427-000 - Telefone +55 (11) 3052-3311